Ao invés de ver o quanto existem pessoas melhores ou piores que você, verá o quanto já é suficiente. Nunca tente competir ou superar outras pessoas, isso é desnecessário, supere a si mesmo com leveza e facilidade. Você sempre estará no meio, sempre será mais ou menos, a não ser que se olhe mais, que pare de olhar os outros e comece a olhar dentro de si mesmo.



Coloque leveza e auto compaixão nos seus dias, em você.

Não queira entender tudo, só respire, sorria e agradeça!

Não tente entender demais as coisas da vida, não trate sua vida como matemática. O resultado pode não ser apenas um apenas. A vida é o que ela é, nem sempre exatamente como você quer.


Não tente entender tudo para dominar a situação. Muitas coisas acontecem por elas mesmas. Não tente entender a razão da outra pessoa não pode ser sincera e gentil como você, não tente entender por que Deus não ameniza o seu lado, não tente entender os “e se” da vida.

Curta com admiração mas não tente entender as pessoas, a natureza, o sol, o mar, nem a sua fé, talvez.

Cuide de você, do seu coração e faça sempre o bem. E entenda que a real felicidade está em sentir gratidão.

Sempre haverá alguém melhor ou pior que você, alguém mais bonito ou mais feio, alguém mais esperto ou mais ignorante, alguém mais agitado ou mais calmo.

Você sempre estará no meio, sempre será mais ou menos, a não ser que se olhe mais.
Não se compare aos demais.

Pare de olhar os outros e comece a olhar dentro de si mesmo.

E ao invés de ver o quanto existem pessoas melhores ou piores que você, verá o quanto já é suficiente. Nunca tente competir ou superar outras pessoas.

0 Comentários