O perdão não muda o passado, não recupera  prejuízos nem desfaz as falhas da outra pessoa, nem nos permite corrigir o que já passou, mas com toda a certeza transforma o nosso futuro, pois nos permite encontrar a força que existe dentro de nós mesmos e desfaz as amarras que por todo esse tempo nos prenderam a sentimentos que não nos trazem nada de bom.


 Assim está escrito no evangelho de Mateus, captiulo 18:

“Então, Pedro, aproximando-se, lhe perguntou:
Senhor, até quantas vezes meu irmão pecará contra mim, que eu lhe perdoe? Até sete vezes?
Respondeu-lhe Jesus: Não te digo que até sete vezes, mas até setenta vezes sete".

Hinário 05 hino 47 da  Congregação Cristã do Brasil:

Setenta vezes sete ao teu irmão perdoa",
assim falou o Mestre ao ser interrogado,
"Se tu o perdoares, serás abençoado
e bem-aventurado;
sublime é o perdão!"
Perdoa teu irmão de todo o coração,
assim terás cumprido
o santo mandamento;
também terás perdão
e paz no coração;
por Deus serás benquisto,

sublime é o perdão!



O perdão é uma habilidade que todos nós em algum momento da vida temos que aprender a desenvolver, porque faz parte dos nossos relacionamentos.

Em algum momento alguém falhará conosco e precisaremos superar essa situação através do perdão, seja para manter o relacionamento ou apenas para cultivar a nossa paz interior.

No entanto, temos todos uma grande dificuldade em perdoar, porque acreditamos que quando perdoamos alguém demonstramos fraqueza, baixo estima, permitindo-nos ser humilhados ou explorados.
O perdão não tem nada a ver com fraqueza. Muito pelo contrário, perdoar é uma atitude dos fortes, porque não é fácil colocar todas as dores de lado por um momento e mostrar à outra pessoa que por mais que ela tenha partido o seu coração, você não carregará nada de ruim dentro de si. E isso é coisa para os realmente fortes.

         Como diz esse hino tão lindo que aprendi ainda menino, o perdão traz paz ao coração.

         Por isso é um ato libertador, tira o peso de nossos ombros e nos afasta de vez das situações passadas que continuam a habitar em nossos corações quando não perdoamos. O não perdão nos faz reviver as sensações das experiências negativas, colocando-nos em permanente  estado de tristeza e insatisfação.

         Através do perdão transformamos a dor em uma oportunidade de recomeço.

         Perdoar tem mais a ver conosco mesmo do que com os outros, pois os ressentimentos nos corroem por dentro, e quando aprendemos a liberá-los, apenas nos abrimos às possibilidades incríveis de vivermos uma vida bem  melhor.
      

0 Comentários