Moisés escreveu os cinco primeiros livros da Bíblia, que descrevem o nascimento da  nação israelita milhares de anos atrás.  

            A missão de Moisés era libertar os israelitas para que eles se tornassem uma luz para as nações vizinhas. 

          Moisés começou liderando os israelitas (ou judeus) a partir da escravidão no Egito com uma missão de resgate conhecida como Páscoa – onde Deus libertou os israelitas de uma maneira que pontava para uma libertação futura para toda a humanidade.  

          Mas o objetivo de Moisés não era apenas liderar os israelitas resgatando-os da escravidão do Egito, mas também guia-los para um novo estilo de viver. 

         Então, cinquenta dias após a Páscoa que resgatou os israelitas, Moisés os liderou até o Monte Sinai (ou Monte Horebe) onde eles receberam a lei.

         Mas quais ordenanças Moisés recebeu?  

       Embora a Lei completa fosse muito extensa, Moisés recebeu um conjunto de mandamentos morais específicos escritos por Deus nas tábuas de pedra, conhecidas como os Dez Mandamentos (ou Décalogo). 

       Estes Dez Mandamentos formavam um resumo da Lei – os pré-requisitos morais antes de tosos os demais – e eles são agora o poder ativo de Deus para nos persuadir para que nos arrependamos. 




                                   Os Dez Mandamentos


       Eis aqui os Dez Mandamentos, escritos por Deus na pedra, e depois registrados na Bíblia, no livro de Êxodo:


1 Deus falou, e foi isto o que ele disse:

2 Meu povo, eu, o Senhor, sou o seu Deus. Eu o tirei do Egito, a terra onde você era escravo.

3 Não adore outros deuses; adore somente a mim.

4 Não faça imagens de nenhuma coisa que há lá em cima no céu, ou aqui embaixo na terra, ou nas águas debaixo da terra.

5 Não se ajoelhe diante de ídolos, nem os adore, pois eu, o Senhor, sou o seu Deus e não tolero outros deuses. Eu castigo aqueles que me odeiam, até os seus bisnetos e trinetos.

6 Porém sou bondoso com aqueles que me amam e obedecem aos meus mandamentos e abençoo os seus descendentes por milhares de gerações.

7 Não use o meu nome sem o respeito que ele merece; pois eu sou o Senhor, o Deus de vocês, e castigo aqueles que desrespeitam o meu nome.

8 Guarde o sábado, que é um dia santo. 9 Faça todo o seu trabalho durante seis dias da semana;

10 mas o sétimo dia da semana é o dia de descanso, dedicado a mim, o Senhor, seu Deus. Não faça nenhum trabalho nesse dia, nem você, nem os seus filhos, nem as suas filhas, nem os seus escravos, nem as suas escravas, nem os seus animais, nem os estrangeiros que vivem na terra de vocês.

11 Em seis dias eu, o Senhor, fiz o céu, a terra, o mar e tudo o que há neles, mas no sétimo dia descansei. Foi por isso que eu, o Senhor, abençoei o sábado e o separei para ser um dia santo.

12 Respeite o seu pai e a sua mãe, para que você viva muito tempo na terra que estou lhe dando.

13 Não mate.

14 Não cometa adultério.

15 Não roube.

16 Não dê testemunho falso contra ninguém.

17 Não cobice a casa de outro homem. Não cobice a sua mulher, os seus escravos, o seu gado, os seus jumentos ou qualquer outra coisa que seja dele. (Êxodo 20:1-17)


                 
                           O Padrão dos Dez Mandamentos


         Hoje nós por vezes esquecemos que estes são mandamentos. Não são sugestões. Nem são recomendações. Mas em qual nível devemos obedecer estes mandamentos? O seguinte vem bem antes da entrega dos Dez Mandamentos:

         Agora, se me obedecerem e cumprirem a minha aliança vocês serão o meu povo. O mundo inteiro é meu, mas vocês serão o meu povo, escolhido por mim. (Êxodo 19:3,5)



                       Isto foi dado após os Dez Mandamentos:


Depois pegou o livro da aliança, onde estavam escritos os mandamentos, Moisés o leu em voz alta para o povo. Eles disseram:
— Nós obedeceremos a Deus e faremos tudo o que Ele mandar. (Êxodo 24:7)





0 Comentários