Salve Roquette Pinto do Brasil                   

         

A Rádio Sociedade do Rio de Janeiro foi a primeira emissora de rádio do Brasil, fundada em 1923 pelo médico, escritor e antropólogo Edgar Roquette Pinto e pelo cientista Henrique Morize.
         Grande divulgador do conhecimento por meio de livros, revistas e jornais, Roquette Pinto entusiasmou-se com o advento do rádio no Brasil, afirmando em seu livro “Seixos Rolados”:
“Nós que assistimos à aurora do rádio sentimos o que deveriam ter sentido alguns dos que conseguiram possuir e ler os primeiros livros. Que abalo no mundo moral! Que meio para transformar o homem, em poucos minutos, se o empregar com boa vontade, alma e coração!” (MOREIRA, 1991, p. 16).


           Roquette Pinto era médico e antropólogo, foi membro da Academia Nacional de Medicina, da Academia Brasileira de Letras e, também, foi o fundador do Instituto Nacional de Cinema Educativo.
         Defendia a necessidade de levar cultura e educação a todos os brasileiros. Henrique Morize, companheiro de Roquette Pinto, era presidente da Academia Brasileira de Ciência. Ambos viam no rádio a possibilidade de elevar o nível cultural do país.
        Vários intelectuais aderiram às ideias dos pioneiros e frequentavam à emissora, prestando sua contribuição por meio de entrevistas e palestras.

            (MENEGUEL, Y. P e OLIVEIRA, O. O rádio no Brasil: do surgimento à década de 1940 e a primeira emissora de rádio em Guarapuava. Disponível em http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/pde/arquivos/713-4.pdf. Acesso em 30 Ago 2018)


       Na década de 1920, o rádio era um meio de comunicação ligado às camadas altas da população, devido ao estilo de sua programação: óperas, conferências e músicas clássicas que agradavam à elite, não atingindo as camadas populares.
      A Rádio Sociedade Rio de Janeiro desenvolvia programas voltados à formação dos ouvintes, por meio de cursos: aulas, conferências e palestras. Literatura, lições de português, história, geografia e outras faziam parte das transmissões radiofônicas.
      Muitos intelectuais, em visita ao Rio de Janeiro, eram convidados a participar, tornando evidente a preocupação com a divulgação do conhecimento.

                                        



     Porém, apesar dos esforços de Roquette Pinto em oferecer uma programação educativa popular para a maioria da população, o rádio continuou refletindo um nível cultural de elite (MOREIRA, 1991). 

FONTE:

(MENEGUEL, Y. P e OLIVEIRA, O. O rádio no Brasil: do surgimento à década de 1940 e a primeira emissora de rádio em Guarapuava. Disponível em http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/pde/arquivos/713-4.pdf. Acesso em 30 Ago 2018)

                     

0 Comentários