Edmund Russerl 
A relação da Teologia com a Ciência foi sempre uma coisa conturbada.

No final do século XIX e início do século XX, a preocupação com o transcendental reapareceu com a filosofia de Edmund Husserl, a Fenomenologia.
A discussão do dilema entre o inatismo e o empirismo é retomada por Husserl a partir das discussões dos fundamentos da lógica e da matemática e prossegue quando o filósofo procura determinar as condições a priori
de possibilidades da filosofia como ciência rigorosa.
Por que a fenomenologia? Porque Husserl reúne os dois principais significados da palavra fenômeno, tais como aparecem em Kant e Hegel.

 De Kant, Husserl conserva a afirmação de que não conhecemos a realidade em si, mas a realidade tal como aparece estruturada e organizada a priori pela razão;

De Hegel, Husserl conserva a afirmação de que uma Fenomenologia é a descrição do que aparece à consciência e a descrição do aparecer da consciência para si mesma, conforme a filósofa brasileira Marilena Chauí.

0 Comentários