Neymar da Silva Santos Júnior, carrega no próprio nome o sangue do cidadão comum brasileiro, tanto no Silva quanto no Santos.

            Ele nasceu no municicípio paulista de  Mogi das Cruzes no dia 5 de fevereiro de 1992.

           Seu lance  é o futebol, e no campo a ponta esquerda. Atualmente joga no Paris Saint-Germain e na Seleção Brasileira.

         Revelado pelo Santos, em 2009, Neymar se tornou o principal jogador do Brasil em atividade.

         Em 2013, foi vendido ao Barcelona pelo Santos, numa transação conturbada, após protagonizar a conquista da Copa das Confederações FIFA 2013 pela Seleção Brasileira.

         Duelando com estrelas como o Messi, Iniesta, Xavi, Daniel Alves e Luis Suárez, conquistou a Liga dos Campeões da UEFA 2014/15 e se transformou no principal jogador brasileiro e um dos mais balados do mundo.

                                                    


       Em 2015, Neymar foi finalista do prêmio de melhor jogador do mundo da FIFA, o chamado de Bola de Ouro, atualmente nomeada como The Best FIFA Football Awards ou apenas FIFA The Best.  

        Em 2017, se tornou a transferência mais cara da história do futebol mundial, com sua venda milionária ao Paris Saint-Germain por € 222 milhões.

       Nesse mesmo ano foi pela segunda vez um dos três finalistas da premiação da FIFA de melhor jogador do mundo.

          Também foi finalista pela revista France Football, responsável pela entrega do Ballon d'Or ou Bola de Ouro.

          Camisa 10 na Seleção Brasileira, onde é seu principal jogador, disputou a Copa do Mundo FIFA de 2014, onde marcou 4 gols em 5 partidas sofrendo por infelicidade uma grave lesão na coluna durante o jogo contra a Colômbia, que o deixou de fora tanto da semifinal quanto da disputa do terceiro lugar.

          Mas, o nosso prodígio, um antes disso tinha conquistado o título da Copa das Confederações, brilhando absoluto como a principal estrela brasileira durante os cinco jogos da campanha, onde fez 4 gols e deu 3 assistências, tendo, inclusive, levado o prêmio de melhor jogador da competição e ainda a invejável Chuteira de Bronze.

         Neymar também disputou duas edições de Copa América, em 2011 e 2015, sem conseguir passar das quartas de final.
       
         Em 2016 entrou de vez para a história ao marcar o gol do primeiro título olímpico da história da seleção canarinho.

        Neymar no dia 28 de novembro de 2018, ao fazer seu 31º gol pela Liga dos Campeões da UEFA, tornou-se o futebolista brasileiro que mais balançou as redes pela competição, destronando ali o ídolo Kaká.

       Antes deste gol, o camisa 10 da seleção dividia a marca com Kaká, que conta também a marca de 30 gols, seguidos por Rivaldo como terceiro colocado nessa com 27 gols. Aquela  jogada começou linda, inesquecível para mim, com o próprio Neymar, que puxou contragolpe em velocidade e acionou Mbappé pela esquerda. O francês cruzou rasteiro para Cavani, mas Alisson conseguiu tirar a bola dele. O goleiro só não esperava que Neymar, um colega seu na seleção, pegasse o rebote e completasse para o gol.

       O nome do quase traquino Neymar Je também aparece como quarto jogador a marcar mais vezes com a camisa da Seleção Brasileira, ficando atrás apenas de Zico, Ronaldo e disparadamente o 1º colocado: o incrível rei Pelé.

0 Comentários