Pensa que é fácil ser famoso? Só se o Neymar topar.      
                                                   



        Foi uma oportunidade e tanto para o destino afagar o ego dos adversários, sorte que inimigos não tenho. Ao menos não o sou, por isso acho que não os tenho.

         Até hoje estou envergonhado, juro.

        Por que o produtor de elenco mais que meu amigo, Fábio Rios, que me indicou para o teste, com figurino exclusivo e direito a dia de estrela? Por que a produção paulista do projeto “EU ODEIO O DIA DOS NAMORADOS”e o insigne diretor Santucci, comparável na grandeza só ao diretor de “O Vestido do Myrian” . Mas descendo pela cachoeira pergunto: por que criariam um personagem natimorto? Por que me aprovaram, contrataram e me gravaram num personagem  super nada a ver como apoio quase figuração em que eu fazia um senador obeso que representava o Neymar Jr decadente, um ex jogador falido em fim de carreira não, em fim de tudo.

       Foi bom estar lá porque por alguns meses paguei bonito de astro em Franco retorno às produções. Revi por um dia inteiro minha querida Eloisa Perisse, o incrível protagonista Fernandinho Caruso com André Mattos Dom Pedro II e grande elenco sem contar o próprio lindo Santucci que é um paraíso em pessoa pela forma de dirigir tudo num set  de filmagem.

      Se eu gostei? Precisava muito de dinheiro naqueles dias e quase todos ali sabiam. Devem ter achado nessa chance um caminho para me socorrer. Se for, venho a público agradecer e se não for agradecido também fique.

      Sei que avisei todo mundo que desde a última novela estava finalmente de volta frente às câmera. Até o meu mirrado fã clube (duas ex e minha tia) foram ver a pré estreia, estreia, reprise e não me viram entrar em cena até hoje.

      Recebi direitinho, obrigado. Assinei RPA e Fábio Rios até depositou a grana com antecipação para eu pagar aquele condomínio no Barra Bali.

       Mas o Neymar barrou o meu personagem. Teria sido ruim para ele?  O pai dele achava que sim, porque era uma criatura cheia controvérsias e comigo interpretando então, fala não

        O que sei é que nunca vi o filme do Santucci por
conta da tesourada do Neymar, ao que respeito porque ele está na própria razão de zelar pelo próprio nome, tanto no filme do dia dos namorados quanto no hotel em Paris em que entrou mosca na sua boca porque há mulheres que deixam sim homens de boca aberta, as duas aliás.

0 Comentários