Ilustração capturada do perfil da poetisa Elke Lubtz


                 Hoje em dia a depressão é considerada a quarta principal causa de incapacitação de pessoas no mundo, conforme a Organização Mundial da Saúde.

         Ela é uma doença crônica e recorrente que produz alteração do humor caracterizada por tristeza profunda e exagerado  sentimento de desesperança. É essencial identificar sintomas, buscar suas causas e procurar ajuda terapêutica ou se preciso uma intervenção médica.

       A depressão caracteriza-se pela perda ou diminuição de interesse e prazer pela vida, gerando angústia e prostração, muitas vezes sem nenhum motivo evidente. 

       O padre Marcelo Rossi e o atleta Michael Phelps revelaram sofrer demais com esse problema, mesmo estando os dois vivendo ótima fase na vida. Ela se manifestou em Phelps depois das Olimpíadas de 2012, quando ganhou seis de suas 28 medalhas olímpicas. 
                                                   


        Segundo orientações do Manual de Diagnósticos de Transtornos Mentais (DSM V), para identificar uma pessoa com depressão, é necessário observar os seguintes sinais e sintomas:

Humor deprimido, e/ou
Perda de interesse ou prazer para as atividades do dia-a-dia, que são persistentes e surgem em todos ou quase todos os dias.
Além disso, a pessoa deve apresentar pelo menos 3 ou 4 de outros possíveis sintomas, como:
Perda ou ganho de peso acentuado sem estar em dieta;
Aumento ou diminuição de apetite;
Insônia ou excesso de sono;
Agitação ou lentificação;
Fadiga e perda de energia;
Sentimento de inutilidade ou culpa excessiva ou inadequada;
Indecisão ou capacidade diminuída de pensar ou concentrar-se;
Pensamentos de morte recorrentes, vontade de morrer, assim como tentativa ou planejamento de suicídio.

0 Comentários