Ser do bem e feliz, é, sem dúvida, o nosso maior desafio. Tente se relacionar com quem defenda causas, tenha propósito claro de vida e enxergue a vida pela lente do amor.... 

                                        Livraria Cultura, São Paulo,  escritores da editora Literare Books

     Fazer o bem no mundo em que vivemos, onde a ambição, ganancia, às vezes disfarçado em  “espírito do empreendedorismo”, mentiras, inversão do papel da política,  crimes, entre outras mazelas humanas que nos impuseram nos últimos anos, realmente torna-se muito difícil falar em ser uma pessoa do bem.

       Sem quase nunca pensar nisso vamos em frente como se um dia após o outro possa mudar a coisa sem a nossa consciência e ação.

      Somos poderosamente influenciados uns pelos outros e o que somos é o que podemos fazer de nós mesmos até agora, numa produção pessoal e coletiva.  

       Um imigrante italiano, no alto de seus oitenta anos de idade numa pequena cidade povoada por colonos compatriotas de seus pais, que teve que saber ser brasileiro por ter forçosamente mudado do país, dizia repetidas vezes na sacristia da matriz de São João Batista: “quem anda com cachorro aprende até a latir”.

       Fantástica essa consciência da influência dos outros sobre nós. Ter boas pessoas por perto é uma grande providência, faz a vida ter mais significado, os sorrisos serem mais sinceros e a alegria nos seguir por nossos caminhos.



        Todos somos assim, um influenciando o outro para nos tornarmos um ser burilado no tempero coletivo. A forma de pensar, de agir e até mesmo o humor daqueles à nossa volta ajudam a criar nossa realidade, por isso devemos estar sempre atentos e escolher pessoas com energia positiva para compartilharmos o cotidiano que  pode ser de mais ou de menos felicidade. Toda amizade precisa ser escolhida a dedo. “Cada pessoa sempre é as marcas de umas tantas pessoas”, cantava Gonzaguinha.  

           Uns e outros podem ser até ricos, famosos e influentes, terem uma excelente embalagem, mas no interior seu conteúdo é frágil, futil e perecível. 

           Essas pessoas em geral não agregam  valor para nós, não faz sentido gastarmos o tempo de vida tentando construir um vínculo com essa tal pessoa.

0 Comentários