Podemos ter presente que crença limitante seja algo em que você acredita e que limita você de alguma forma?
                                                    Resultado de imagem para crenças limitantes

        Podemos acreditar que você se limita alimentando a crença que o limita?

       Quando você se assume como fracassado você está assinando um cheque em branco a favor do fracasso, ampliando o ciclo da sua própria derrota, se distanciando energeticamente do espírito de vitória.

        Então, nunca diga algo que não quer que seja verdade, ou que lhe aconteça. Alimente palavras positivas, de energia da abundância para destruir com sua força a escravidão emocional da escassez.

        Jamais pense, muito menos diga essas coisas de si mesmo:  Não sou bom em matemática por isso não posso fazer faculdade de engenharia. 
Nunca vou emagrecer porque não tenho disciplina para manter a dieta e praticar exercícios. Sou feio por isso tenho que sentir vergonha das pessoas. Sou pobre então quase tudo no mundo é inacessível para mim. Não consigo fazer um sexo gostoso porque isso é para os desavergonhados. Sou azarado por isso a sorte corre de mim.

        Você sabe que até para ser otimista precisa haver uma certa liberdade interior, uma grandeza de alma, um razoável sentimento de generosidade, de desapego?

          Solte os apegos: o apego é uma das raízes de todo sofrimento. Nunca teremos suficiente motivos para nos orgulhar de nossas posses, pois somos essencialmente eternos e elas são de natureza temporária. Ser desapegado embora tenha posses e possa conseguir tudo que quisermos, o desapego deve ser a prioridade número um em uma lista de atitudes  que precisamos tomar.

         Ah, tenha proatividade, chute a culpa para bem longe de você. Peça perdão, perdoe, se perdoe, mas siga em frente, recomece do zero como Cristo a caminho do Calvário com a cruz nas costas. Carregar o sentimento e a sensação profunda de culpa em nossa mente vai detonar a energia positiva. Sentir culpa resolve alguma coisa? A não ser dar vida inútil ao espírito de comiseração daquele espírito cristão sem Cristo em que a criatura se faz de coitada para ser eleita a vítima da vez.

          Esteja livre de julgamentos. Não julgue nada, nem ninguém, dê vida à vida apenas vivendo com inocência e simplicidade.

          Abandone inclusive a autocrítica, pois o medo constante causado pela autocrítica pode deixar uma pessoa incapacitada.  Aqueles com pouca autoestima são susceptíveis a serem influenciados por qualquer crítica e sofrem de agonia mental. Permanecer inativo é a solução instantânea para aqueles que sofrem destes riscos.

         Livre-se agora dos preconceitos, do último que lhe restar se ainda lhe resta.  Uma mente preconceituosa é outra barreira mental grave que promove os maus sentimentos, medos, ódios, limites e ressentimentos.

         Elimine mil por cento o pensamento negativo; a negatividade é pobreza energética, ela suja a nossa aura impedindo que o otimismo se manifeste.

         Ignore o pensamento compulsivo. Temos que aprender a evitar o pensamento compulsivo e a concentrar-nos na utilidade, eficácia e utilidade 
para relacionamentos de longo prazo.

         O quanto possível esteja imune à opinião, avaliação, crítica e elogios alheios. Buscando a aprovação de outros você provoca a morte do seu EU INTERIOR para engordar o EGO EXTERIOR. Isso mata sua iniciativa e faz você parecer pequeno aos olhos dos outros. Um estado de complexo de inferioridade se instala e ai fica difícil de sair.

         Supere os hábitos de rancor. Qualquer um, dos pequenos aos grandes, são todos nocivos e tóxicos. Manter rancores não é apenas um mau hábito; é ruim para sua saúde e bem-estar. Certas pesquisas nos indicam a relação direta que há entre o coração e a mente, e o hábito do rancor pode causar sérios problemas de saúde.

         Amplie a percepção real de sua consciência. Mergulhe no oceano infinito de sua mente e abrace o potencial maravilhoso que você é. Deixe de lado as crenças limitantes: algumas crenças são criadas por você mesmo e impostas senão auto impostas. Basta acreditar na realidade quântica que é resultado sempre de saber que tudo o que você pode imaginar é real, porque você pode criar.

       Imagine-se resolvendo tudo com diligência e precisão. Evite procrastinar. Deixe de adiar as coisas, pois adiá-las representa não fazer o que precisa ser feito hoje deixando-a para amanhã é uma abordagem descontraída. O tempo e a maré não esperam por ninguém. Faça isso hoje, em vez de deixar para amanhã. Faça hoje

            Deixe os pensamentos ansiosos irem ao léu. Esses pensamentos são portadores de medos, ansiedade, escassez, desavença, baixo estima, tragédias, crises respiratórias, câncer e depressão; para dizer o mínimo.

             Libere o coração partido num passe de mágica. Zaz Traz.  Já que o nosso coração bloqueia a nossa mente, o coração partido cria um vácuo mental. Precisamos esquecer tais incidentes e avançar para o que vem além do além. Somos ilimitados,  caminhamos céleres numa permanente expansão de consciência. E isso não ajudaria muito se for mantido.

             O que você pode fazer em relação às más lembranças? Trata-se de algo que não pode ser mudado. É preferível soltar, esquecer todas as memórias ruins e mantê-las à distância. Se aprendeu com elas, elas já cumpriram a finalidade. Agora não as mantenha mais trancadas em você. Elas podem criar-lhe um prejuízo maior do que a dor que já se foi.

           Você conseguiria deixar de lado as coisas inúteis? É importante dominar a arte de descartar coisas inúteis, inclusive pessoas. “A arte de descartar”, uma bela obra da literatura japonesa, consegue definir bem a importância de deixar coisas inúteis. Só refletir sobre a palavra “inútil”, ela explica tudo.

           O velho conselho da mamãe ainda muitos não puderam seguir: não procure as más companhias. “Um homem é conhecido pela companhia que ele mantém”, diz o Eclesiástico na Bíblia Católica. “Como uma fruta podre estraga o resto na cesta, manter má companhia faz o mesmo”, está lá. Leva embora o seu brilho em nome da qualidade da amizade que não lhe serve.

           Supere o passado valorizando o que você tem no momento presente.  Aprendemos a esquecer as más experiências do passado, mesmo se tivermos aprendido lições maravilhosas de alegrias e vitórias ou de perdas, erros e desventuras.

          Deixe de se rotular no limite da sua área de conforto. Identificar-se com um papel específico imutável limita o espaço da expansão e o escopo de trabalho e perdemos a nossa identidade. É melhor sair desta rotina limitante o mais rápido possível.

         Vai melhorar muito o seu humor e alegria se deixar de levar tudo para o lado pessoal.  Trata-se de um hábito limitante muito ruim. É contraproducente para a evolução do seu comportamento positivo e bem-estar. Além de matar todas as iniciativas e unidades. É estressante e desesperador para você mesmo.

            Tenha, se quiser, mas use o quanto menos o relógio. Trata-se de uma das maiores coleiras criada para limitar e controlar o ser humano; pelo relógio se acumula o maior estresse considerando que ele nos torna escravos dessa dádiva que é o tempo que temos, que já é totalmente nosso por obra e graça de Deus. Isso devora o que há de essência de liberdade numa pessoa. Respeite o tempo, mas não o tique-taque do seu relógio.

       Agora podemos ter presente que essas crenças limitantes são coisas mentirosas em que você acredita e que limitam você de alguma forma de ser tudo que você é?


0 Comentários