Assim como o dinheiro é uma coisa que você tem ou não tem, a prosperidade é uma energia que vem ou não vem. 

Resultado de imagem para prosperidade
   

       A energia da prosperidade é um resultado e, ao mesmo tempo, uma somatória pura e simples dos pensamentos, sentimentos e realizações da vida diária, em resumo a prosperidade ao mesmo tempo em que é o  caminho é também o destino.
       Há só uma maneira de alcançá-la, que é trazer a energia certa para o todos os atos e atitudes de cada dia, um dia após o outro, segundo a segundo.
       Para você, o que seria uma vida próspera? O dinheiro, a beleza, a fama, o reconhecimento, o sucesso? O que mais?
       Temos, como ensina Deepack Chopra, suficiente consciência do sentido da vida para incluir a qualidade de vida como algo essencial no nosso conceito particular de prosperidade?
      Os elementos que, juntos, formam a verdadeira prosperidade, estão contidos nestas áreas: saúde, finanças, amor, profissão ou negócios, família e sociedade.
      Para atrair a prosperidade, fazer as pazes com ela viver sob a sua égide o tempo todo até vencer depois de ter vencido e vencer mais ainda, é segui o roteiro que espíritos bons deixaram para que pudéssemos interpretar esse papel perfeito como protagonistas do filme de nossa vida.



1.   1. DESAPEGUE-SE DO SENTIMENTO DE POSSE 


       Há quem tenha muito dinheiro, mas não prosperidade. Pessoas que não deixam fluir aquela energia saudável dos que sabem usar as coisas mas não se deixam ser usados por elas.
      Provavelmente essas pessoas têm problema nos outros setores da vida, principalmente por seus relacionamentos.

       Podem, por exemplo, ser mesquinhas, com espírito de mendicância, alimentam uma energia da escassez, onde morrem de medo de perderem o que têm ou de que o pior aconteça.
     Elas em geral são insatisfeitas, querem sempre mais além do mais, porém enxergam sempre menos que o menos em tudo.
     Por esse pavor não compartilham com a família, amigos e a sociedade o seu acesso à riqueza financeira, agindo com o coração eivado de mesquinhez e egoísmo.
      Conduzidas pelo excessivo apego aos seus bens querem reter o que lhe veio para ser compartilhado, assumindo uma posição de distanciamento e impossível proteção material de uma realidade puramente energética. Isto alimenta um ciclo vulnerável de ambição e pobreza interior.
      Porém, fique líquido e certo que isso é um estado de espírito, um estilo de acesso à consciência que produz efeitos materiais. Serve também para quem tem pouco dinheiro. A mesquinhez não traz prosperidade mas pode aumentar a escassez e a pobreza.


2. SEMPRE VALORIZE O TRABALHO DOS OUTROS


        Conhece alguma pessoa “olho grande” que acha que tudo é caro e quer levar vantagem em tudo sempre?
        Ela não gosta de pagar nada a ninguém, quer sempre só receber. Vive desdenhando do trabalho alheio, considerando que não vale quanto paga.
        Isto é muito comum acontecer a qualquer um. Quem trabalha com prestação de serviços, conhece muito bem a situação.
       Na minha profissão, por exemplo, algumas pessoas enviam mensagens de adulação, pedindo ajuda, achando que devo fazer meu trabalho gratuitamente a elas só porque sou terapeuta, psicanalista e sou indicado a elas geralmente por médicos, padres e pastores.

       Por trás dessa falsa imagem que a pessoa mostra , tem escondido alguém egoísta, incapaz de olhar para o valor do outro, visando sempre o seu próprio benefício.
        Tem uma historinha ilustrativa sobre um veterinário que li num artigo e que me perdoe quem for o autor porque não me lembro.
        Esse veterinário abnegado,  que sempre recebia telefonemas de clientes pedindo ajuda para seus animais, certa vez  apareceu uma senhora lá no seu consultório pedindo na cara de pau que ele desse uma olhadinha em sua cachorra e ele prontamente garantiu que faria a consulta sim, desde que ela passasse na recepção e pagasse pelo atendimento.


3. NUNCA FAÇA PAPEL DE VÍTIMA


        Jamais considere em seu interior que os outros têm alguma obrigação de fazer algo por você que não podem ou não querem fazer.
       Em geral, achamos que nossos antepassados, o governo e as instituições são responsáveis por prover nossa prosperidade.
       Fazer o papel de vítima considerando que nosso problema é insolúvel ou maior e, por isso, os outros são culpados pelo que estamos passando é afastar com força a energia da prosperidade para longe de nós.
       Prosperidade requer consciência e sinceridade.


4. DIFERENCIAR ADMIRAÇÃO DE INVEJA


       Ter inveja de alguém, sentir profundo desdém em relação à felicidade alheia, invejar a vida que nunca poderemos ter. Ter vontade de possuir o que pertence a outra pessoa; cobiçar, apetecer. Invejar seus colegas.
       Como vi num parachoque de caminhão e acredite “a inveja, Deus condena”. E condena de que forma? Impedindo que a pessoa invejosa seja  abençoada de paz prosperidade.
       Até que admirar e tomar alguém próspero como exemplo é salutar e vale muito a pena, mas sem jamais imaginar o mal dela, que seria bem diferente de querer tomar o lugar dessa pessoa!
       Algumas pessoas olham para a vida alheia sem se darem conta de que cada um colhe o que planta e que para uma grama bem verde é necessário estar mais atento ao seu próprio jardim, trabalhando na retirada das ervas daninhas.
     Admiração olhando para o próximo e abençoando o que ele conquistou, mandar energias positivas com amor ágape para quem por ventura já tiver alcançado uma melhor posição.


5. AUTOESTIMA BAIXA

        Quando não gostamos de nós mesmos, não nos respeitamos e não nos valorizamos, vivemos no terrível drama da baixa auto estima que contamina tudo e todos ao redor.
        Quem poderia ter prosperidade nessa condição impossível ?
        E quando somamos espírito de inveja com auto estima baixa dá num profissional que olha o fruto dos outros mas não reconhe o seu próprio valor, principalmente no mercado, sentindo vergonha de cobrar pelo trabalho, promovendo um hábito amaldiçoado de processos infindos de  auto sabotagem. Ou seja é um abismo chamando o outro, uma situação de fracasso trazendo mais uma até que venha o atestado de pessoa fracassado embrulhado num cartucho com triste memória.
       Essa pessoa não acredita em seu potencial porque não aprendeu a se amar e nem tão pouco reconhece sua luz própria.
      Essa pessoa não se conectou com a energia da potencialidade pura, fica na beira da estrada toda suja de tristeza e desolação pedindo migalhas como mendiga emocional e espiritual que vive de esmolas.
       Aos que se abrem fica dado o poder de acreditar que todos têm algum talento e são merecedores da prosperidade.


6. NÃO TENHA MEDO DE SAIR DA ZONA DE CONFORTO
     
      Uma pessoa muito medrosa, o que é bem diferente de uma cuidadosa, jamais alcança a prosperidade, por sua energia desconfiada. Cria um muro que a separa da energia amorosa e confiante, da determinação e esperança na potencialidade infinita do universo e seu Criador.
       Todo medo é a energia contrária ao amor. É fruto do egoísmo que paralisa a pessoa.
       A zona de conforto é um lugar de onde é difícil a gente sair. Mesmo na pior situação, há quem prefira manter-se lá, entocado, paralisado, mas inerte. Só se deixa a zona de conforto depois de chegar ao fundo do poço com medicamentos, álcool ou droga. Porque a zona de conforto entendia e esfola a essência de quem nele não consegue criar nem avançar.
       Procure ajuda para sair de lá. A terapia é uma boa escolha!


7. O ORGULHO É PÉSSIMA ESCOLHA


       Ao contrário da baixa auto estima, o orgulhoso se considera muito melhor que os outros e não há como, nesta vibração egoísta, alguém ser próspero.
     A prosperidade via de regra é fruto da humildade, espírito aberto e livre para criar maior oportunidade de interagir e escutar.
      O orgulho é uma couraça de indiferença e rigidez. Ninguém sabe tudo ou é dono absoluto da verdade.
       Ao contrário do que ostentam os prepotentes, o orgulho demonstra egoísmo e falta de sabedoria.
       Prosperidade é fluida, como um rio que deságua no mar, você não pode retê-la em suas mãos. Ela não acontece na energia do egoísmo.
       Para ser próspero é necessário compreender a graciosa conexão que há entre todos com todos e por todos.

       Não devemos julgar nem criticar nada nem ninguém, apenas abençoar a si e aos outros, respeitando O TODO EM TODOS.

      

0 Comentários