Venha constelar sua  questão pessoal na Via Lux. Estamos de braços abertos.



Confesso até meio chateado que por muitos anos relutei sobre conhecer para me beneficiar da generosa metodologia  de Constelação Família. Sem me dar a oportunidade entrei em parafuso, pois tudo que é simples, belo , franco, barato e bom fica parecendo mentira surreal, enganação.
Nossa  geração, a da década de 50-60-70 é uma geração que passou por muita transição. Nós experimentamos o peso dos arquétipos família, religião e escola praticamente ruírem desafiados pelo avanço do acesso às informações desde o avanço do rádio, tv, cinema, jornais e revistas e agora a internet.
Constelação Familiar me assustava ao nível de puxar para fora o homem tacanho e preconceituoso que existe dentro de mim ou que existiu se é que pude matá-lo agora que tenho os cabelos brancos . A verdade é que só depois da Malu (minha neta na foto) nascer percebi que para ser um patriarca melhor precisava alcançar tudo que fosse possível para me ajudar. Cai na Constelação Familiar e daqui sairei só quando sair do mundo.
Pela Constelação aprendi a perceber o quanto estamos entrelaçados ao nosso núcleo familiar, de uma forma bem profunda e inconsciente.
                A família é o bem mais preciosos que temos. Curiosamente é também nela que temos a maioria de nossos conflitos existenciais.
 Em poucas palavras, todo mundo pode e deve investir tudo que for preciso numa  técnica como essa que se destina a unir mais fortemente os membros de uma família, solucionando seus conflitos de autoafirmação ou de mútua negação por mágoas, medos e revoltas e aléns.  
                Como servimos a nossa família e muitas vezes tentamos inconscientemente infortúnios, insucessos ou deficiência horríveis para compensar a culpa e sofrimentos de nossos pais ou de parentes de gerações anteriores, assim como, também estamos dispostos a tomar o lugar de membros da família que morreram tragicamente ou quando ainda eram crianças, compensar perdas sérias ou dividas pertencentes a nossos pais e parentes. Ou ainda compensar os filhos de forma super protetora e impagável os filhos e netos.
                Dessa forma as pessoas não vivem a própria vida, mas sentem-se como se fossem estranhas a si mesmas e, em casos extremos, podem até mesmo sentir uma pressão macabra com propulsão fatídica  para morrer precocemente. Há quem se atenha até a vegetar pela vida em vez de viver e de chegar ao limite de pensar em suicídio e atentar contra a própria vida por várias vezes de forma leve até perder o controle sobre si mesmo e suas emoções.



A Constelação Familiar revela uma ordem básica de precedência, na qual todos os membros da família sentem-se bem e podem assumir o lugar apropriado na família. Trata-se, sobretudo, de saber criar um distanciamento existencial e aprender a respeitar o destino de outros membros familiares, especialmente o dos pais, irmãos e filhos.
                Essa terapia revela também caminhos para resgatar o luto reprimido que frequentemente ainda pode afetar gerações posteriores. Respeito e amor por nossa família não são sentimentos, mas uma postura fundamental, na maioria dos casos resistem silenciosas, de forma inconsciente.
                A Constelação Familiar é muito mais que isso, mas eu espero que você continue me acompanhando nesse blog, a fim de que mais e mais consigamos compartilhar o que de melhor temos. Prometo continuar buscando e aprendendo. Se um dia se tivermos a possibilidade de passar um tempo juntos, principalmente aqui na Via Lux em Araguaína, então será a glória. Aqui atendo todo mundo. E daqui enxergo todo mundo se levantar e andar.  

0 Comentários